Crise

Por causa dos ilusionistas é que hoje em dia muita gente acredita que poesia é truque...

Mario Quintana - Sapato Florido, 1948.

sábado, 10 de março de 2012

À DERIVA DO SER


De Camões a Gregório,
navego em Atlântico caos.

Nas mãos, o surrado
e mal escrito diário.

No que resta do corpo,
o pretensioso inventário!


Jairo De Britto, em "Dunas de Marfim"

Um comentário:

  1. QUe vou te dizer, nobre Poeta? No que resta do corpo,no mal escrito diário,Atlântico caos.
    Imagino quanto sangue derramado para chegar
    a esta fonte e ver poesia sob o sol saárico
    gemer.

    ResponderExcluir