Crise

Por causa dos ilusionistas é que hoje em dia muita gente acredita que poesia é truque...

Mario Quintana - Sapato Florido, 1948.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

VÃS CONFISSÕES*


Não quero ou pretendo mais nada.
Tive, na minha idade, o suficiente
de alegria, decepção, dor e perdas.

Só gostaria de mais árvores, flores 
e alvoradas.
E, se possível, um mundo menos 
inclemente.

*Jairo De Britto,
em "Dunas de Marfim"

Um comentário:

  1. Dores alegrias, decepção e perdas, árvores, flores e alvoradas ... tenho já para várias vidas, ainda.

    Falta-me o mundo clemente, abunda o mundo que mente.

    Poeta... Vocë mexeu com meus sentires. #Agradecida
    por teus versos.\\abraços, Carmen Regina.

    ResponderExcluir