Crise

Por causa dos ilusionistas é que hoje em dia muita gente acredita que poesia é truque...

Mario Quintana - Sapato Florido, 1948.

quinta-feira, 30 de abril de 2015

SUBSTANTIVOS QUASE ABSTRATOS*




I

Carinho
é um pássaro lazo e azul:
sublime, arisco e raro,
precisa de paz, luz e ninho. 


II
Ternura
é uma nuvem de verde cura:
precisa de abrigo
no coração da aventura.

III
Afeto
é tudo que ofertamos às almas
de mãos postas e peito aberto:
precisa de amores (di)versos.

IV
Gratidão
é um sentimento cúmplice:
precisa de coragem e culto diário
para voraz atropelar a escuridão!


Jairo De Britto, em "Dunas de Marfim"

2 comentários:

  1. Palmas para o poeta Jairo de Britto, poema belíssimo encantando as alMinhas que o leem . Sofisticado nos mínimos detalhes e entrelinhas.

    ResponderExcluir
  2. Carinho, ternura, afeto e gratidão. Paz, luz e ninho, abrigo, amores, mãos postas e peito aberto, coragem e culto diário.
    Um jeito todo seu do poeta elegantemente escrever os versos encantadores do poema. Lindo, puro, delicado.

    ResponderExcluir